Home INFORMATIVO Projeto “+BICT – Curso de Nivelamento Interdisciplinar”

Projeto “+BICT – Curso de Nivelamento Interdisciplinar”

Artigo de Pedro Emanoel Peres DIANI, Caroline Jaskulski RUPP, Caroline Raquel BENDER, Cristina dos Santos LOVATO, Leugim Corteze ROMIO e Eloir MISSIO.

O projeto +BICT – Curso de Nivelamento Interdisciplinar é um curso de nivelamento vinculado ao curso de Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia, o BIC&T, da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), campus Itaqui. Tem o objetivo de proporcionar a discentes do BIC&T, e demais interessados, a aquisição de conhecimentos básicos e necessários ao processo de ensino-aprendizagem. Com isso, busca um melhor desempenho de acadêmicos e, consequentemente, quer combater a evasão.



O curso de nivelamento está programado para acontece de forma inteiramente on- line, nos meses de junho e julho deste ano. O período de inscrição teve início no dia 20 de maio e termina no próximo dia 31 de maio. A inscrição é realizada mediante preenchimento de um formulário online (clique aqui). O programa do curso está dividido em quatro módulos, sendo dois módulos por mês. Os conteúdos a serem abordados são os das disciplinas de Português Instrumental, Bases Matemáticas, Química Geral e Física Geral.



É de conhecimento comum dos cidadãos brasileiros que o ensino básico e médio público no Brasil é, em geral, defasado, tendo em vista o quão despreparados os alunos saem das escolas. Quando entram nas universidades, eles demonstram falta de conhecimento básico, necessários para que eles possam acompanhar as disciplinas chaves à sua formação superior. Essa defasagem gera dificuldades para se adaptar à nova e intensa rotina de estudos na universidade, provocando, muitas vezes, a desistência de seguir no ensino superior. Isso certamente acarreta a falta de mão de obra qualificada, já observada no mercado de trabalho.



Afinal, qual é o motivo disso tudo acontecer? José da Silva Santos Junior e Giselle Cristina Martins Real (2017), ambos da Universidade Federal da Grande Dourados (MS), realizaram um levantamento das pesquisas existentes sobre a evasão no ensino superior brasileiro a partir da década de 1990. Concluíram que a defasagem seguida de evasão que detectamos, acontece porque o ingresso à educação superior no Brasil sempre esteve, no período estudado, restrito a uma pequena parcela da população. A restrição acabou por caracterizar a universidade pública como um “sistema de elite”, o qual ficou vigente até meados dos anos 2000. Nesse sistema, “os filhos das elites” estudavam muito mais no ensino superior porque estavam em melhor condições de entrar nele, ao passo que o povo empobrecido precisava “se virar” com o que se tem a seu dispor para ingressar e permanecer no ensino público do país. Hoje em dia o acesso foi ampliado, mas o ensino básico e médio público continua a registrar altas taxas de insuficiência na aprendizagem.



É de se esperar, então, que a dificuldade em interpretar e solucionar problemas abordados nas diferentes áreas de conhecimento na universidade gera desconforto. Pode gerar o sentimento de inaptidão para cursar o ensino superior, resultando na desistência em cursar disciplinas iniciais ou não da graduação, e até mesmo a desistência do curso. Nesse contexto, a presença do Português, da Matemática, da Química e da Física nesta proposta se justifica pela necessidade primordial do entendimento da linguagem, do cálculo numérico, da composição química dos elementos e das forças invisíveis que movem o mundo. Consideramos que a compreensão desses conteúdos é fundamental a todas as demais áreas do conhecimento e, consequente, ao avanço satisfatório na graduação.



O curso ocorrerá da seguinte forma: ocorrerão aulas online todas as semanas via videoconferência, as quais contarão com a monitoria de um bolsista e a supervisão de um(a) professor(a). Os materiais didáticos e as atividades avaliativas serão disponibilizadas e realizadas no Moodle, que será o Ambiente Virtual de Aprendizagem. Como todo e qualquer problema precisa ser enunciado e precisamente interpretado, o primeiro módulo será o de Português Instrumental.



Acesse o formulário on-line de inscrições aqui: https://forms.gle/cMJSq6iMATDesCMx6



Membros do Projeto: Caroline Jaskulski Rupp, Caroline Raquel Bender, Cristina dos Santos Lovato, Leugim Corteze Romio e Eloir Missio.
Bolsista: Pedro Emanoel Peres Diani

Referência bibliográfica


JUNIOR, José da Silva Santos; REAL, Gisele Cristina Martins. A evasão na educação superior: o estado da arte das pesquisas no Brasil a partir de 1990. Avaliação - Revista de Avaliação da Educação Superior, v.22, n.2, p.385-402, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/aval/v22n2/1982-5765-aval-22-02-00385.pdf. Acesso em: 20 de maio de 2020.



Revisão e edição de Walker Douglas Pincerati.